Vaga

Técnico de Saúde Materno Infantil-SMI (m/f)

Ariel Glaser Pediatric AIDS Foundation

A Fundação Ariel Glaser está a recrutar um Técnico de Saúde Materno Infantil-SMI (m/f) para Ponto Ouro, em Moçambique.
Descrição
  • A Fundação Ariel Glaser contra o SIDA Pediátrico (ARIEL), uma ONG Nacional que trabalha em parceria com as Direcções Provinciais de Saúde, Serviços Distritais de Saúde da Mulher e Acção Social (SDSMAS) e Hospitais Rurais (HR) nas Províncias de Maputo e Cabo Delgado. Apoia a implementação, acesso e expansão dos Serviços Clínicos de HIV integrados e de qualidade, especificamente o Programa de Saúde Materno Infantil (SMI) /Prevenção de Transmissão Vertical (PTV), Cuidados e tratamento Anti - retroviral (TARV) para Crianças e Adultos e apoio psicossocial através de uma abordagem de Fortalecimento do Sistema Nacional de Saúde
  • O Técnico de Saúde Materno Infantil-SMI, estará sob a supervisão directa do assessor clínico sénior da Fundação Ariel na Unidade Sanitária onde estiver alocado. Esta figura deverá cumprir normas e procedimentos administractivos da Unidade Sanitária. A assiduidade e pontualidade deverão ser controladas ao nível da Unidade Sanitária como qualquer outro funcionário e a área técnica responsável pelo clínico da US
Funções
  • Garantir a qualidade do seguimento do paciente - diagnóstico correcto, estadiamento da OMS, determinação precoce da elegibilidade ao TARV, início TARV, rastreio da Tuberculose, Tratamento Profiláctico com Isoniazida (TPI) e com Cotrimoxazol (TPC), avaliação nutricional e da adesão
  • Na CPN (Consulta pré-Natal): Verificar o acesso e qualidade da testagem para a mulher nas consultas (ATIP), pedido de CD4, carga viral, linhas de tratamento (PTV, TARV, TB, ITS’s, TIP e IO’s), envolvimento do parceiro, preenchimento correcto das fichas/livros e dos resumos mensais
  • CCR: avaliação do crescimento, entrega dos resultados e aconselhamento das mães, ligação com os serviços de TARV, início TARV para crianças PCR DNA positivas, início do cotrimoxazol para crianças expostas ao HIV na primeira consulta e avaliar o tempo de profilaxia tendo em conta a opção de PTV (A ou B+) e o aleitamento materno, vacinação, avaliação nutricional, teste rápido aos 9 e 18 meses
  • PCR: garantir a colheita do PCR na primeira consulta ou na primeira oportunidade, disponibilidade dos KITs de PCR e registos, colheita e registo de PCR de confirmação; Monitorar os critérios de alta na CCR
  • Na CCS: vacinação, peso, suplementação, desparasitação, testagem massiva de crianças órfãs/cujos pais apresentam seroestado desconhecido ou ainda com sinais e sintomas sugestivos de infecção por HIV, encaminhar para o início de TARV (maiores de 18 meses) ou para o CCR
  • Maternidade: Garantir o seguimento da mãe e do recém-nascido, garantir o preenchimento dos livros de registo da maternidade, aconselhamento e testagem a toda MG na Maternidade, profilaxia das grávidas Positivas assim como das crianças expostas, referência das Crianças expostas e Mães HIV Positivas ás consultas da CCR, referir todas parturientes ás consultas de pós parto
  • Gestão de medicamentos no sector: verificar o stock de medicamentos, prazos de validade, conservação e uso racional dos medicamentos e testes, preenchimento do MMIA e FILA, privacidade dos utentes no levantamento dos medicamentos (guichés)
  • Falência terapêutica: Avaliar a qualidade de seguimento de mulheres grávidas e lactantes HIV+ nas paragens únicas de SMI: organização dos processos e FILAs, uso de FILAs para a selecção de faltosos e abandonos, priorização das mulheres acompanhadas pelo parceiro, início de TARV na maternidade/pós parto e CCR, seguimento da mulher e da criança na CCR no mesmo dia, até o diagnóstico definitivo da criança
  • Referência de mulheres: apoiar as US sem TARV no encaminhamento das mulheres grávidas HIV+ com critérios TARV para iniciar o tratamento na US TARV mais próxima; Priorizar a testagem de parceiros e de menores de 14 anos
  • Garantir a profilaxia com cotrimoxazol a todas as mulheres grávidas HIV+ e profilaxia ARV a todas as crianças expostas na maternidade e CCR. Monitorar a retestagem para o HIV de 3 em 3 meses
Notas
  • Apenas candidatos pré-seleccionados serão contactados
  • Indique a fonte desta vaga na sua candidatura: emprego.co.mz
  • Se reúne os requisitos já enumerados e tem experiência comprovada, envie os documentos abaixo
Como se Candidatar
1. Documentação
  • Carta de Motivação
  • B.I autenticado
  • Certificado de Habilitações Literárias autenticado
  • CV detalhado em formato Word e em Português
2. Candidatura
  • Os interessados devem submeter as candidaturas aos Serviços Distritais de Saúde, Mulher e Acção Social (SDSMAS) correspondentes aos distritos na qual se candidatam, ou devem ser entregues nos escritórios da Sede sito na Av. Agostinho Neto, Nº 620, na Matola sito na Rua da Missão nº 315 e em Pemba na Rua da Base Moçambique, nº 640.
Esta vaga não aceita mais candidaturas

Detalhes

  • Entidade Ariel Glaser Pediatric AIDS Foundation
  • Local
  • Categoria
  • Tags
  • Publicado 05.03.2021
  • Expira 19.03.2021
  • Partilhar vaga por email
  • Reportar erro

Perguntas Frequentes

Como posso candidatar-me a vagas através do emprego.co.mz?

Ler artigo