Vaga

Consultor Individual para Elaboração do Relatório Temático do Censo de 2017 sobre a Situação Socioeconómica da Juventude (m/f)

UNFPA

A UNFPA está a recrutar um Consultor Individual para Elaboração do Relatório Temático do Censo de 2017 sobre a Situação Socioeconómica da Juventude (m/f), para Maputo, em Moçambique.
Descrição
  • Moçambique realizou o IV Recenseamento Geral da População e Habitação em 2017. A recolha de dados foi realizada entre 1 e 15 de Agosto de 2017 e os principais resultados foram divulgados em Abril de 2019. Os mesmos incluem características demográficas da população, características sociais, migração interna e internacional, características da educação, características económicas, nascimentos e óbitos, deficiência, características dos agregados familiares, características de habitações, entre outros tópicos
  • Além da publicação e disseminação dos principais resultados, o projecto do Censo 2017 contempla a realização de 17 Estudos Temáticos que visam aprofundar as análises das variáveis demográficas, sociais e económicas incluídas no questionário do Censo, fornecerem uma base sólida para a tomada de decisões com base em evidências e avaliarem o impacto das políticas e programas sociais e económicos no país. O Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA) e o Instituto Nacional de Estatística (INE) estão a coordenar o processo de elaboração destes Estudos como parte do projecto do Fundo Fiduciário (Trust Fund) do Censo de 2017. Para a implementação dos Estudos Temáticos, foi criado o Comité Técnico de Coordenação dos Estudos Temáticos (CTCET) que integra representantes do INE, UNFPA e a Universidade Eduardo Mondlane (UEM). O UNFPA, em coordenação com Instituto Nacional de Estatísticas, pretende contratar consultor(es) para realizar uma análise aprofundada dos dados do Censo de 2017 sobre A Situação Socioeconómica dos Jovens em Moçambique
  • A equipa de consultores para esta tarefa terá que ter um pesquisador líder e outro(s) membro(s) que possuam experiência disciplinar necessária em Desenvolvimento Economico, análise estatística e pesquisa. A equipe trabalhará em estreita colaboração com o Comité Técnico de Coordenação e irá consultar os sectores do Governo e outras partes interessadas relevantes. Com base na revisão dos bancos de dados, documentação e consultas, a equipe deverá fornecer um relatório detalhado sobre o tema
  • De acordo com o censo de 2017, a população jovem em Moçambique - oficialmente, constituída por pessoas com idades compreendidas entre 15 e 35 anos – era estimada em cerca de 9.4 milhões de habitantes. O peso desta camada populacional no total da população Moçambicana aumentou, passando de 31.1 % em 1980 para 33.6% em 2017 e está projectada para aumentar para 36%, cerca de 21.7 milhões, em 2050
  • A juventude constitui a força motriz que alimenta o progresso económico e social dos países. No entanto, os jovens são uma das camadas populacionais mais vulneráveis, e enfrentam vários desafios que os colocam em risco de pobreza e fraca inclusão social. O objectivo fundamental deste estudo é analisar a situação socioeconómica dos jovens em Moçambique, a nível nacional, rural, urbano e das províncias, usando dados do Censo e outras fontes. Alguns dos tópicos a serem abordados são:
  • Contextualização e política para juventude em Moçambique
  • Definições e Conceitos sobre juventude
  • Revisão da literatura sobre juventude e desenvolvimento, inclusive com referência ao dividendo demográfico
  • Tendências demográficas da população jovem, 1997-2017
  • Nupcialidade, e fecundidade de adolescentes
  • Saúde sexual e reprodutiva dos adolescentes e jovens (com base no IDS/IMASIDA e outras fontes)
  • Desigualdades de género e rurais/urbanas na situação socioeconómica juvenil
  • Características socioeconómicas dos jovens – acesso a educação e mercado do trabalho
  • Arranjo domiciliares dos jovens, incluindo chefia de agregados familiares e condições de habitação
  • Migração de jovens, com foco na mobilidade rural-urbana
  • Acesso e uso das Tecnologias da Informação e Comunicação
  • Implicações para as políticas da juventude participativas e sensíveis ao género em Moçambique
A nível metodológico, espera-se que o estudo aborde os seguintes aspectos:
  • Apresentação do tema em análise e a respectiva revisão da literatura, estabelecendo a contextualização do estudo
  • Revisão do quadro normativo e legal e políticas relevantes para a juventude
  • Avaliação da qualidade dos dados
  • Uma secção com definições e explicações sobre como as estimativas e indicadores foram calculados
  • Análise de tendências com base na comparação do Censo de 2017 com censos anteriores (1997, 2007) e consistência com outras fontes de dados oficiais
  • Análise desagregada dos dados do Censo de 2017 por características sociodemográficas (idade, sexo, escolaridade, etc.)
  • Apresentação de resultados na forma de quadros, gráficos, mapas temáticos de fácil interpretação
  • Recomendações para o fortalecimento da colecta futura de dados sobre inclusão financeira
Os principais produtos da equipe de pesquisa serão as seguintes:
  • Apresentar ao Comité Técnico de Coordenação (CTCET) um plano de actividades detalhado para as tarefas a serem realizadas no âmbito da pesquisa. Este documento deve especificar os seguintes aspectos: tema, introdução, justificação, objectivos, estrutura, marco conceptual, breve descrição da metodologia, papéis dos membros da equipe e cronograma de implementação
  • Apresentar o relatório preliminar CTCET, fazer a sua apresentação em seminários a serem organizados para o efeito e incorporar os comentários dos revisores, participantes nos seminários, sectores relevantes e do CTCET
  • Relatório final (Analítico/Técnico), incorporando comentários dos revisores e partes interessadas
  • Resumo do relatório (1.500-2.000 palavras), com infográficos que ilustram os principais resultados e incluindo recomendações para as políticas
  • Tabelas estatísticas anexadas com dados desagregados a nível de distrito para indicadores chave
Como resultado da implementação dos estudos temáticos, espera-se que:
  • A disponibilização do relatório satisfaça os padrões internacionais de qualidade
  • Os conteúdos estejam alinhados com as necessidades dos sectores e apresentados a nível técnico acessível para que sirva de referência para a planificação e desenho de políticas dos sectores
  • A realização dos estudos seja uma oportunidade para aumentar a capacidade analítica do INE e de outros sectores, incluindo as instituições académicas e de investigação
  • As lições aprendidas sobre a qualidade dos dados contribuirão para fortalecer a metodologia dos próximos censos e inquéritos em Moçambique
  • O número total de dias de trabalho previsto para este estudo é de 90 dias, a ser alocado entre o líder da equipe e o(s) outro(s) membro(s) com base nas funções e responsabilidades a serem especificadas no plano de trabalho inicial
  • O trabalho terá início em 09 de Abril de 2021, e o relatório final deverá ser entregue até o dia 30 de Junho de 2021
  • Plano de actividades – até o dia 9 de April 2021
  • Relatório preliminar – até o dia 31 de May 2021
  • Relatório final + sumário + tabelas anexadas – até o dia 30 de Junho 2021
  • O relatório, sumário e tabelas anexadas serão entregues em formato electrónico. As apresentações serão realizadas presencialmente ou em modo virtual, dependendo das circunstâncias associadas ao andamento da pandemia Covid-19
  • A equipa trabalhará em estreita colaboração com o Comitê Técnico de Coordenação (CTCET). O estudo será sujeito a uma revisão por pares por pelo menos dois revisores e os seus comentários deverão ser tomados em conta na produção da versão final do relatório a ser publicado
  • Os consultores trabalharão sob a supervisão técnica do Comité Técnico de Coordenação de Estudos Temáticos e contará com apoio do INE para questões técnicas de aquisição e processamento de dados
Requisitos
  • Perfil esperado da equipa de pesquisa:
  • Pelo menos mestrado (e de preferência doutorado para o líder da equipe) em Ciências Sociais, Demografia, Estatística, ou áreas relacionadas
  • Pelo menos um membro com Mestrado (e de preferência doutorado), sendo Economia ou Desenvolvimento Económico
  • Experiência comprovada e demonstrável (pelo menos 10 anos) em pesquisa e análise de dados quantitativos no campo de impacto económico no desenvolvimento de jovens, incluindo nas metodologias para análise estatística avançada (por exemplo, análise de regressão)
  • A familiaridade com software/pacotes estatísticos é essencial
  • Boas habilidades analíticas e de elaboração de relatórios, especialmente análise de dados do censo e/ou pesquisas em larga escala (nacional)
  • Comprovada habilidade de interpretar dados estatísticos de forma clara e discutir as implicações político-programáticas dos resultados
  • O conhecimento do contexto de Moçambique, incluindo do quadro institucional e político para a juventude nos níveis nacional e subnacional
  • Experiência na realização de pesquisas sobre juventude. O envolvimento com organizações da sociedade civil juvenil será uma vantagem
  • Capacidade demonstrada de se envolver com actores relevantes no governo e outras partes interessadas em diálogos sobre políticas para a juventude
  • Capacidade de entregar produtos de alta qualidade em tempo hábil
  • Fluência na língua portuguesa, escrita e falada e bom conhecimento da língua inglesa
  • Além de sua qualidade científica e técnica, as candidaturas serão avaliadas com base em:
  • Sua contribuição para o fortalecimento da capacidade de pesquisa e análise em instituições nacionais
  • Seu potencial para informar directamente as políticas e o planeamento do governo
Notas
  • Apenas candidatos pré-seleccionados serão contactados
  • Indique a fonte desta vaga na sua candidatura: emprego.co.mz
  • Nenhuma viagem é esperada
  • A equipa de pesquisa terá acesso a todas as tabulações oficiais produzidas a partir dos Censos 2017 e antecedentes, e ainda das bases de microdados com amostras de 10%. Dados e de alguns inquéritos de agregados familiares também poderão ser disponibilizados
  • O UNFPA e o INE irão facilitar as consultas junto aos outros ministérios governamentais relevantes, organizações das NUs e outras agências na comunidade internacional de desenvolvimento para recolher quaisquer informações adicionais úteis para o Estudo
  • Durante a realização do Estudo a Equipa de Consultores deverá consultar o Secretariado do Estado para a Juventude e Emprego e o Ministério da Economia e Finanças, além de outras instituições do Estado e da Sociedade Civil
Como se Candidatar
1. Documentação
  • Carta de Apresentação
  • Curriculum Vitae
2. Candidatura
  • Envie um email para moz.recruitments@unfpa.org e indique o assunto "Consultor Individual para Elaboração do Relatório Temático do Censo de 2017 sobre a Situação Socioeconómica da Juventude"
Esta vaga não aceita mais candidaturas

Detalhes

  • Entidade UNFPA
  • Local
  • Categoria
  • Tags
  • Publicado 05.04.2021
  • Expira 09.04.2021
  • Partilhar vaga por email
  • Reportar erro

Perguntas Frequentes

Como posso candidatar-me a vagas através do emprego.co.mz?

Ler artigo