Vaga

Chefe de Agricultura do Programa ConnectCaju

TechnoServe

A TechnoServe está a recrutar um Chefe de Agricultura do Programa ConnectCaju para Nampula, em Moçambique.
Descrição
  • A TechnoServe está actualmente a implementar um excitante programa piloto que tem como objectivo demonstrar a capacidade da Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) de fornecer serviços que permitam aos pequenos agricultores africanos produtores da castanha de caju aumentar sua renda e segurança alimentar, tornando-se fornecedores capazes e mais produtivos da castanha de caju e culturas relacionadas
  • A TechnoServe, em parceria com o INCAJU e financiado pela Embaixada da Noruega e seus parceiros Norges Vel, Brynild Gruppen AS e IKURU, liderou a implementação desde início do Projecto ‘ConnectCaju’ em 2016. Esta plataforma de informação móvel apoia as operações do INCAJU com uma base de dados de produtores e seus terrenos, rastreia as mudas e comercialização, e fornece conselhos baseados na previsão do tempo. Este projecto inicial forneceu boas capacidades básicas. A partir de 2019, propomo-nos basear nessa base para melhorar, integrar e expandir o uso de informações por forma a contribuir para a organização e crescimento do Subsector
  • Actualmente, estamos a trabalhar com aproximadamente 100,000 agricultores, fornecendo serviços que aumentam a sua produtividade e ligações com os compradores. Os próximos passos são apoiar a organização dos agricultores e triplicar a base de dados dos agricultores; capacitar os prestadores de serviços locais para oferecerem vários serviços e insumos, e facilitar ligações mais profundas com o mercado, desde o produtor ao retalhista internacional. Uma forte implementação ajudará a fortalecer e expandir as operações regulatórias e dos subsectores do INCAJU, melhorar as oportunidades de negócios dos agricultores e outros actores comerciais e permitir o desenvolvimento de melhores relações baseadas na confiança entre todos os actores desta cadeia de valor de importância vital
  • Reportando ao Gestor do Programa ConnectCaju, o Chefe de Agricultura do Programa também trabalhará em estreita colaboração com o Chefe da Cadeia de Valor do Programa, Chefe de Prestação de Serviços do Programa, Chefe do Escritório de Gestão do Programa e o Assessor Técnico Superior (em tempo parcial) para desenvolver e estabelecer o escopo mais amplo e vários níveis de serviços planificados
  • Trabalhando em estreita colaboração com o INCAJU, outros parceiros do sector público e ONGs, o Chefe de Agricultura do Programa será responsável pela implementação atempada e efectiva dos componentes de extensão agrícola e da organização dos agricultores de todo o programa. Neste âmbito, o Chefe de Agricultura do Programa será responsável pelas actividades relacionadas e pelo alcance das metas do projecto para expandir consideravelmente a escala de apoio aos agricultores e a profundidade dos serviços oferecidos. O Chefe de Agricultura do Programa será responsável pela planificação do trabalho e implementação total dos componentes baseados na agricultura do projecto expandido, incluindo liderança de uma equipa de 3 a 4 formadores a tempo inteiro, colecta de dados precisos e atempados de monitoria e avaliação (M&A) e entrega dos resultados conforme o quadro lógico do projecto e os marcos acordados para o seu escopo de trabalho
  • O Chefe de Agricultura do Programa trabalhará como actor principal e como colaborador para oportunidades de expansão de fronteiras. Liderará a investigação e o trabalho de concepção para ligar as necessidades das unidades R&D do INCAJU e seus parceiros às actividades de produção das partes interessadas locais em Moçambique. Sob direcção do Gestor do Programa e com orientação do Assessor Técnico Superior, o Chefe de Agricultura do Programa contribuirá para as actividades planificadas com os parceiros e doadores em novas iniciativas com o seu colega da Cadeia de Valor. Estas actividades incluirão, por exemplo, investigação de serviços de rastreabilidade em resposta às necessidades dos parceiros comerciais mencionados anteriormente e dos novos parceiros como LBNuts (um novo parceiro do Fundo de Desenvolvimento do Caju Norges Vel)
  • O Chefe de Agricultura do Programa supervisionará uma pequena equipa de formadores que trabalham em grande parte no campo para treinar e apoiar os Agentes de Extensão do INCAJU e um novo programa de recrutamento e treinamento de outros actores para desempenhar determinadas funções de apoio agronómico. Grande parte de actividade dos formadores é remota; o Chefe de Agricultura do Programa irá gerir o trabalho dos formadores de forma eficaz através de planificação do trabalho, monitoria de perto, comunicação frequente e viagens regulares para o campo em três grandes províncias do norte de Moçambique
  • A vaga será baseada em Nampula, Moçambique com até 50% de viagens domésticas e internacionais
Funções
  • Gestão do Projecto:
  • Garantir que o componente de Agricultura do projecto seja implementado com sólidas práticas e técnicas de gestão financeira, recursos humanos e práticas programáticas; e garantir que os processos e actividades cumpram as políticas corporativas, as obrigações legais e contratuais e os padrões corporativos e dos doadores
  • Garantir que as metas do projecto sejam alcançadas, em relação ao perfil do agricultor e capacitação, apoiando a formação de organizações de agricultores, permitindo que os volumes de comercialização sejam rastreados e as plantações de caju sejam expandidas
  • Trabalhar com o Gestor do Programa, Especialista regional em recursos e o Assessor Técnico Superior para desenvolver planos de trabalho e planos de recursos relacionados para estabelecer e adaptar a articulação do projecto à medida que novas aprendizagens são absorvidas
  • Fornecer o coaching, direcção e liderança aos membros da equipa, liderando através de exemplos por forma a alcançar os resultados
  • Numa base de recursos partilhados, priorizar o trabalho do assistente administrativo do projecto e de um motorista de trabalho de campo de maneiras eficazes
  • Estabelecer e gerir um conjunto de processos de comunicação e planificação em equipa para que os problemas sejam antecipados, planos sejam bem executados, progresso e estado das actividades do projecto sejam actualizados em tempo hábil e as excepções/problemas sejam geridos de forma eficaz
  • Apoiar a análise do mapeamento de processos do INCAJU para fornecer informações sobre concepção ao PMO e líderes de equipas de serviços e comentários ao desenvolvedor do Software
  • Em coordenação com outras partes interessadas, desenvolver e implementar um currículo de FDF (Formação de Formadores) para capacitar o INCAJU e outros agentes de extensão do governo, associações de agricultores, prestadores de serviços e funcionários do governo local para educar de forma efectiva os agricultores sobre o uso dos serviços do programa ConnectCaju
  • Gerir escalonamentos e resolução de problemas de maneira eficaz e em tempo hábil, operando numa base “sem surpresas” em estreita colaboração com o Gestor do Programa e Assessor Técnico Superior
  • Gerir o orçamento alocado de forma eficaz e transparente; produzir relatórios financeiros e narrativos atempados para o Gestor do Programa
  • Garantir que a equipa do projecto, seus principais parceiros e partes interessadas do projecto estejam a par dos acontecimentos relacionados com agricultura em toda a região
  • Garantir que os membros de sua equipa estejam cientes do seu próprio desempenho em relação aos marcos do projecto
  • Colaborar com colegas de maneira eficaz nos momentos de pico de actividade ou gestão de problemas em todo o projecto
  • Alavancar as habilidades transferíveis dos Colegas da TechnoServe, através da partilha de lições aprendidas e realização de formação profissional internamente e para parceiros conforme apropriado
  • Representação:
  • Estabelecer e manter fortes relações de trabalho com as contrapartes do INCAJU (Director Técnico, Delegados Provinciais, Supervisores, etc.), funcionários do governo local, outros actores do subsector do caju envolvidos no projecto, representantes do governo, actores do sector privado na cadeia de valor tais como Processadores e Fornecedores de Insumos, bem como parceiros/contratantes locais
  • Realizar reuniões regulares com o INCAJU, associações de agricultores e outras partes interessadas para compreender os pontos focais por forma a monitorar o progresso de implementação do projecto e partilhar os dados relevantes
  • Reforçar a TecnoServe como líder do subsector do caju, em particular, construir a nossa posição como organização “líder” em parcerias corporativas inovadoras que geram impacto ao nível do agricultor
  • Representar o projecto e a organização nas funções internas e externas, conforme atribuídas; por exemplo, em fóruns ICT4D
  • Desenvolvimento de negócios:
  • Contribuir para o desenvolvimento de novos serviços liderados pelo Gestor do Programa, Chefe de Entrega de Serviços e/ou Chefe de PMO
  • Contribuir para a concepção e proposta do programa no segundo ano da próxima fase prevista do programa ConnectCaju que começa em 2019
Impacto
  • Garantir o impacto do programa ConnectCaju em todos os componentes de Agricultura, especificamente:
  • Liderar a sua equipa e prestar apoio adequado à equipa de execução do projecto usando aplicativos de TIC e métodos comprovados para desenvolver a adopção por parte dos agricultores
  • Os marcos acordados do projecto são alcançados de maneira oportuna, eficaz e eficiente
  • Usar evidências de monitoria e avaliação (M&A) do projecto para adaptar a estratégia e as tácticas do projecto relacionadas com agricultura necessárias para alcançar as metas previstas, através da revisão conforme dos marcos
  • Criar oportunidades de aprendizagem para o desenvolvimento profissional dos membros da equipa
  • Estabelecer e manter fortes relações de trabalho e de colaboração com parceiros e outras principais partes interessadas
  • Manter padrões muito elevados de governança e auditoria do projecto
Requisitos
  • Mínimo de 5 anos de experiência profissional relevante em empreendimentos ou projectos relacionados com agricultura que combinam a gestão de projectos com responsabilidades analíticas ou operacionais da seguinte maneira:
  • 2 a 3 anos de experiência em gestão de projectos da cadeia de valor (por exemplo, líder de projecto de ONG internacional ou líder de desenvolvimento da cadeia de valor; consultoria técnica ou de gestão), dos quais um mínimo de 2 anos como gestor principal do projecto de um projecto substancial, incluindo gestão orçamental
  • 2 a 3 anos de experiência em funções analíticas e envolvimento das partes interessadas nas esferas do sector privado do agronegócio e/ou em áreas de desenvolvimento focadas na agricultura
  • Pelo menos 2 anos de experiência em projecto de serviços de TIC; demonstrações de (i); capacidade comprovada de desenvolver mapas de fluxo de processos de negócio, (ii) conhecimento de aplicativos Android e web design, e (iii) conhecimento de soluções móveis agrícolas e sua adopção – são fortemente preferenciais
  • Experiência em liderança de uma equipa orientada para resultados, incluindo gestão remota do pessoal
  • Forte histórico de construção de relacionamentos com clientes e partes interessadas internas e externas com base na confiança para formar redes de colaboradores eficazes
  • Capacidade demonstrada de desenvolver e implementar sistemas práticos de gestão de projectos e processos de monitoria do trabalho para facilitar a entrega pontual, eficácia de custos e conformidade
  • Exige-se Licenciatura/Pós-graduação em estudos relevantes que combinam a Agricultura com Orientações de Negócios; por exemplo, um grau de qualificação em Agronomia combinada com qualificações em Economia Agrícola, Gestão de Negócios Agrícolas, TI ou área relacionada é preferencial
  • Excelentes habilidades de comunicação oral e escrita em Português e Inglês; conhecimento de línguas locais é uma vantagem
  • Altos níveis de capacidade analítica e de aritmética
  • Disponibilidade para viajar localmente é essencial; disponibilidade para viagens regionais e internacionais quando necessário
  • Será dada preferência a cidadãos moçambicanos
Notas
  • Os candidatos qualificados e interessados devem enviar um currículo em formato Word e uma carta de apresentação, lista de referências (mínimo 3) com histórico salarial
  • Para ser considerado, deve declarar na carta de apresentação que tem pelo menos 5 anos de experiência relevante
  • Apenas serão considerados ou contactados os candidatos que reunirem as qualificações mínimas para o posto. Não é permitido nenhum telefonema de seguimento de candidatura

Detalhes

Perguntas Frequentes

Como posso candidatar-me a vagas através do emprego.co.mz?

Ler artigo