Vaga

Assistente de Campo – APAIPS (m/f)

WWF

A WWF está a recrutar um Assistente de Campo - APAIPS (m/f), para Angoche, em Moçambique.
Descrição
  • A Área de Protecção Ambiental das Ilhas Primeiras e Segundas (APAIPS) foi estabelecida em 2012 pelo decreto n° 42/2012 de 12 de Dezembro, com o objectivo de garantir a protecção, conservação dos habitats marinhos e costeiros, e contribuir para a restauração dos processos ecológicos, renovação dos recursos pesqueiros, e manutenção da diversidade biológica nas Ilhas Primeiras e Segundas
  • O arquipélago das Ilhas Primeiras e Segundas é um complexo formado por dois grupos de ilhas, das quais 5 pertencem ao arquipélago das ilhas Primeiras (Silva, Fogo, Coroa, Casuarina e Epidendron) e outras 5 ao arquipélago das ilhas Segundas (Moma, Caldeira, Njovo, Puga-Puga e Mafamede), ambos grupos distribuídos ao longo da costa das Províncias da Zambézia e Nampula, banhadas pelo Oceano Índico. Este arquipélago estende-se por uma extensão terrestre de cerca de 205 km e ocupa uma área total (marinha e terrestre) de aproximadamente 10 409. 26 Km2
  • A APAIPS é uma região cuja riqueza de biodiversidade é de importância nacional e regional. A biodiversidade desta área inclui os seguintes recursos:
  • Uma grande cordilheira de recifes constituída por dois complexos de recifes, um a Sul no Arquipélago das Ilhas Primeiras e outro a Norte no Arquipélago das Ilhas Segundas. Os recifes de coral estão concentrados em torno de cada uma das Ilhas Primeiras e Segundas em forma de atol
  • Uma extensa floresta de mangal ao longo dos estuários e áreas pantanosas. A floresta de mangal da APAIPS é a maior extensão de floresta de mangal dentro de uma área de conservação em Moçambique
  • Tapetes de ervas marinhas, dunas costeiras e floresta costeira com espécies como a Icuria dunensis (espécie florestal endémica e classificada como espécie ETP (em perigo, ameaçada ou protegida) pela IUCN (International Union for Conservation of Nature) são outras componentes importantes da biodiversidade da APAIPS. É no contexto da conservação e gestão eficaz desta biodiversidade, promoção e melhoramento da aplicação das regras de uso sustentável e redução de práticas ilegais que a WWF pretende recrutar um Assistente de Campo que estará baseado em Angoche
  • Relações de trabalho:
  • Interno: Interagir e trabalhar em estreita colaboração e regularmente com os facilitadores comunitários, com o Oficial Marinho Sénior, o Oficial de Monitoria e Avaliação e o Gestor do Programa de WWF na APAIPS e com os todos os outros membros da equipa marinha de WWF
  • Externo: Interagir com instituições comunitárias e governo local em colaboração com o pessoal de implementação do projecto
Funções
  • O Assistente de Campo a ser recrutado irá trabalhar sob a supervisão do Gestor do Programa de WWF na APAIPS na implementação do plano de actividades do WWF nomeadamente:
  • Auxiliar e apoiar o Gestor do Programa de WWF na APAIPS no processo de gestão e implementação das actividades do projecto ao nível local
  • Trabalhar com os diferentes intervenientes ao nível local nomeadamente governo local, autoridades comunitárias, com os pontos focais, CCP (Conselho Comunitário de Pesca), CGRNs (Comité de Gestão de Recursos Naturais) e as comunidades locais
  • Auxiliar as equipas de pesquisa durante os trabalhos de campo
  • Participar das actividades de monitoria tais como SMOG (Sistema de Monitoria Orientada para Gestão) METT (Managment Effectiveness and Tracking Tool)
  • Assegurar a capacitação dos intervenientes locais do projecto
  • O Assistente de Campo estará baseado em Angoche, no distrito do mesmo nome para implementar no terreno as actividades de conservação e gestão eficaz da biodiversidade marinha. Em particular, ele/ela irá:
  • Representar a WWF ao nível das lideranças e comunidades locais
  • Mobilizar às lideranças e comunidades locais para participarem da implementação do projecto assegurando o engajamento destes em todas as fases do projecto
  • Implementar actividades de campo relacionadas com o projecto incluindo nas ilhas, respeitando os planos e princípios estabelecidos pela organização
  • Recolher dados e informação socio-economica ambiental de acordo com o plano de actividades do projecto
  • Capacitar os facilitadores comunitários, líderes comunitários e membros das comunidades locais sobre Governação comunitária e sobre a conservação da biodiversidade
  • Supervisionar os facilitadores comunitários na implementação das actividades do projecto ao nível local
  • Dar o apoio técnico aos facilitadores comunitários, líderes comunitários e membros das comunidades locais no âmbito da implementação do projecto
  • Produzir relatórios regulares sobre o progresso da implementação do projecto nas comunidades sob sua responsabilidade
  • Disseminar/divulgar os resultados e o progresso da implementação do projecto ao nível das comunidades locais
  • Monitorar o nível de implementação das actividades implementadas pelos parceiros AENA e OPHAVELA
  • Facilitar e participar dos trabalhos de pesquisa, através de engajamento nas várias equipas
  • Estabelecer boas relações de trabalho com as comunidades locais, seus líderes e outras partes interessadas localmente
  • Facilitar treinamentos dirigidos as comunidades e lideranças locais seguindo as abordagens e metodologias estabelecidas no projecto, com base no plano de actividades
Requisitos
  • Ter completado o ensino técnico médio em área relacionada com sociologia rural, desenvolvimento comunitário, gestão ambiental, gestão florestal, turismo, conservação, meio ambiente ou outra área directamente relacionada
  • Um mínimo de 4 anos de experiência de trabalho com o maneio comunitário dos recursos naturais e comités de gestão
  • Experiência com a recolha de dados/inquéritos ao nível das comunidades locais
  • Conhecimento básico do distrito de Angoche
  • Conhecimento do quadro legal e institucional do ambiente e conservação em Moçambique, bem como de questões políticas relevantes
  • Experiência e capacidade de trabalhar com equipas e ambientais multidisciplinares (Governo, ONGs, Sociedade Civil)
  • Experiência na preparação e organização de treinamentos ao nível comunitário
  • Excelentes habilidades de comunicação em português (oral e escrita)
  • Conhecimento das línguas locais, nomeadamente Emacua e Koti será uma vantagem
  • Conhecimento de informática em MS Office (MS Word), planilhas (Excel), apresentações (MS PowerPoint), e-mail e pesquisa na Internet são essenciais
  • Carta de condução de motorizada
  • Interesses e habilidades pessoais relevantes: Conservação da natureza e o trabalho de desenvolvimento comunitário, Liderança, Profissionalismo, Respeito pelo género e diversidade, Organizado e competente, Anti-corrupção e Respeito pelo próximo
Notas
  • Apenas candidatos pré-seleccionados serão contactados
Esta vaga não aceita mais candidaturas

Detalhes

  • Entidade WWF
  • Local
  • Categoria
  • Tags
  • Publicado 20.04.2022
  • Expira 09.05.2022
  • Partilhar vaga por email
  • Reportar erro

Perguntas Frequentes

Como posso candidatar-me a vagas através do emprego.co.mz?

Ler artigo