Vacancy

Assistentes Técnicos na Divisão de Regulação Económica e de Mercado (m/f)

Enabel

A ARENE e a Enabel estão a recrutar Assistentes Técnicos na Divisão de Regulação Económica e de Mercado (m/f) para Maputo, em Moçambique.
Descrição
Resumo
  • A Lei 11/2017 criou a Autoridade Reguladora da Energia de Moçambique (ARENE) como um organismo regulador independente. O mandato da ARENE inclui a supervisão, como regulador, nas áreas de produção, transporte, distribuição e venda de electricidade; armazenamento, distribuição e venda de combustíveis líquidos; e a distribuição e venda de gás natural a uma pressão de 16 bar ou menos. Estas responsabilidades incluem também a supervisão regulatória, e a representação internacional
  • Os recursos financeiros e humanos limitados são os principais factores que dificultam o pleno estabelecimento da autoridade reguladora neste momento. Até à aprovação e implementação de taxas regulamentares, que permitiriam à ARENE ter os seus próprios recursos para recrutar pessoal e contratar consultores especializados, a ARENE terá de contar com o apoio de doadores externos (e.g. Enabel) para o desenvolvimento de capacidades e reforço da força de trabalho
  • A ARENE limita-se, portanto, neste momento, ao recrutamento temporário de três assistentes técnicos
  • Dois (2) Assistentes Técnicos na Divisão de Regulação Económica e de Mercado:
  • Participará em actividades de tarifas e preços para electricidade, gás natural e combustíveis líquidos
  • Qualificações: Licenciatura Economia, Contabilidade ou Gestão
  • Um (1) Assistente Técnico no Departamento de Planificação e Cooperação:
  • Participará na promoção dos assuntos externos e na coordenação de iniciativas
  • Qualificações: Licenciatura em Direito ou Relações Internacionais
  • Este anúncio é referente ao(s) assistente(s) técnico(s) na Divisão de Regulação Económica e de Mercado
Contexto
  • Capacitação do MIREME e ARENE pela Enabel
  • A Bélgica apoia o sector energético em Moçambique através de duas intervenções bilaterais. Estas intervenções visam contribuir para a productividade económica e prestação de serviços sociais nas zonas rurais de Moçambique através da provisão de acesso a energia sustentável, acessível e favorável ao ambiente. O foco é no desenvolvimento de capacidades, eficiência energética e acesso a energia renovável fora da rede eléctrica nacional
  • O Acordo Específico de 19 de Abril 2017 entre o Governo de Moçambique e Bélgica sobre “O DESENVOLVIMENTO DE CAPACIDADES DO MINISTÉRIO DOS RECURSOS MINERAIS E ENERGIA (MIREME) E AUTORIDADE REGULADORA DE ENERGIA (ARENE) MOÇAMBIQUE” (MOZ1403011) abrange um projecto de reforço das capacidades para melhorar o funcionamento e desempenho do Ministério dos Recursos Minerais (e a Autoridade Reguladora de Energia o regulador do sector de sector, recentemente criado. O projecto é implementado pela Agência Belga de Desenvolvimento (Enabel) com um orçamento de 4 milhões de euros. A duração da intervenção é de 5 anos, e o objectivo geral é “O desenvolvimento do sector de energias é melhorado por forma a impulsionar o desenvolvimento socioeconómico do país e contribuir para o bem-estar do seu povo.” O objectivo específico é “O desempenho do MIREME e do ARENE na promoção do acesso às energias renováveis em zonas rurais é melhorado”
  • Três resultados foram identificados:
  • R1: As capacidades do MIREME a nível central são reforçadas para melhorar o planeamento e a elaboração de políticas no sector de energia
  • R2: As capacidades do DIPREME são reforçadas de modo a melhorar a planificação, coordenação e monitoria e avaliação do sector de energia nas províncias seleccionadas (Zambézia, Sofala, Manica)
  • R3: As capacidades da ARENE são reforçadas para se tornar um regulador forte e independente capaz de regular a electricidade nova e renovável fora da rede
  • Moçambique tem abundantes recursos que podem ser utilizados para gerar energia sustentável mais limpa, mais barata e acessível. Em 2011, as Nações Unidas lançaram a iniciativa ‘Energia Sustentável para Todos’ (SE4All) para assegurar o acesso universal até 2030 aos serviços energéticos modernos, dobrar a taxa global de melhoria da eficiência energética, e para dobrar a quota das energias renováveis no mix global
  • O governo de Moçambique toma diferentes medidas para assegurar o crescimento sustentável, o acesso universal à energia, a competitividade, e para alcançar uma posição relevante no sector energético na Comunidade de Desenvolvimento da África Austral. Um dos principais objectivos governamentais é alcançar a meta de acesso universal à energia até 2030
  • A Estratégia Nacional de Electrificação, lançada no final de 2018 ao abrigo do Programa Nacional de Energia para Todos, confirma a intenção de tentar alcançar este objectivo. Além disso, de acordo com a Estratégia Nacional de Electrificação, um dos desafios institucionais que o país enfrenta é reforçar o quadro institucional e legal para promover um ambiente propício para atrair investimentos públicos e privados para a expansão das infra-estruturas energéticas. E ainda que uma vasta gama de argumentos socioeconómicos e ambientais sejam a favor de sistemas de energias renováveis, as barreiras políticas e legais, as barreiras técnicas e as barreiras financeiras persistem. Exemplos específicos são quadros políticos deficientes, distorções de preços, custos de capital inicial elevados, estratégias de disseminação fracas e falta de mão-de-obra qualificada ou de consciência dos consumidores. Apesar dos desenvolvimentos positivos no sector, a taxa de acesso limitada baseada em recursos renováveis continua a ser um desafio complexo
  • Assim, com uma população de 29,5 milhões em 2017 e um crescimento estimado em 2,5% por ano, estima-se que cerca de 70% da população ainda enfrenta a necessidade de acesso à energia
 
  • Mandato, responsabilidades e tarefas da ARENE
  • Neste contexto, o Parlamento aprovou em Agosto de 2017 a Lei 11/2017 que entrou em vigor no dia 8 de Dezembro de 2017. Esta Lei criou a ARENE como um organismo regulador independente, com mandato de supervisionar o sector da electricidade, gás a jusante e combustíveis líquidos, e de desempenhar um papel central entre os decisores políticos, os prestadores de serviços licenciados e os consumidores. O mandato da ARENE inclui a supervisão, como regulador, nas áreas de produção, transporte, distribuição e venda de electricidade; armazenamento, distribuição e venda de combustíveis líquidos; e a distribuição e venda de gás natural a uma pressão de 16 bar ou menos. Estas responsabilidades incluem também a supervisão regulatória, e a representação internacional
  • De acordo com a Lei 11/2017 e subsequentemente os Estatutos Orgânico aprovado pela Resolução 2/2019 e respectivo Regulamento interno, as atribuições da ARENE são as seguintes:
  • Protecção dos direitos e interesses dos consumidores, em particular dos consumidores finais, que não estão envolvidos em mecanismos de definição de preços ou acordos de fornecimento de energia, incluindo o nível de serviço, através da promoção da sensibilização e do acesso à informação
  • Prevenção de comportamentos anti concorrenciais e práticas abusivas ou discriminatórias, assegurando a transparência nas transacções comerciais entre operadores, em conformidade com a legislação aplicável
  • Protecção dos interesses dos vários intervenientes no sector da energia, de acordo com a legislação em vigor e os contratos relevantes
  • Garantia de condições que permitam aos sectores regulados funcionar como prestadores de Serviços Públicos para obter equilíbrio económico e financeiro, quando geridos de forma adequada e eficiente
  • Contribuir para a melhoria contínua das condições económicas, qualitativas, técnicas e ambientais dos sectores regulados, estimulando a adopção de políticas que promovam a eficiência energética e a existência de padrões de qualidade adequados para os serviços prestados
  • Promoção da tecnologia energeticamente eficiente
  • Promoção de condições propensas à utilização eficiente dos recursos energéticos
  • Quando solicitado, conciliar, mediar e arbitrar em litígios relacionados com questões que surjam entre diferentes concessionários e entidades licenciadas ou entre concessionários e entidades licenciadas e os seus consumidores, de forma relativo às matérias definidas
  • Promoção da segurança energética nacional, com vista a um desenvolvimento equilibrado e sustentável do país
  • De acordo com o estudo realizado pela ARENE em 2019 com o apoio belga (Enabel), como autoridade reguladora recentemente criada, a ARENE necessita de assistência técnica significativa e sustentada a fim de implementar as suas funções num mercado. No entanto, até agora, nem todas as competências estão disponíveis internamente em devida quantidade ou qualidade. Assim, considera-se necessária mais assistência técnica e transferência de conhecimentos para construir uma autoridade reguladora forte e eficaz. No entanto, as restrições orçamentais e de recursos humanos qualificados são os principais factores que dificultam uma constituição mais rápida da autoridade reguladora. Até à aprovação e implementação da taxa regulamentar, que permitiria à ARENE ter recursos próprios para recrutar pessoal e contratar consultores especializados, a ARENE terá de contar, nesta fase inicial (ano 1 e 2), com o apoio externo de doadores como a Enabel para o desenvolvimento de capacidades e o reforço da sua força de trabalho, recrutando temporariamente três assistentes técnicos para ajudar no desenvolvimento das suas funções
Objectivo e Âmbito
Objectivo Geral
  • O assistente técnico assistirá a ARENE numa base de emprego temporário em áreas relevantes do trabalho da ARENE nesta fase de arranque da Autoridade Reguladora. Este anúncio pretende recrutar até dois (2) assistentes técnicos baseados na Divisão de Regulação Económica e de Mercado
  • Âmbito da assistência técnica na Divisão de Regulação Económica e de Mercado (2 posições)
  • Sob a direcção geral do Director da Divisão de Regulação Económica e de Mercado, participará em actividades de tarifas e preços para electricidade, gás natural e combustíveis líquidos, especificamente:
  • Proceder e aplicar análises económicas tanto qualitativas como quantitativas no domínio da energia
  • Recolher dados e realizar inquéritos sobre o desempenho das empresas reguladas pela ARENE
  • Analisar dados usando modelos matemáticos, técnicas estatísticas, e software
  • Apresentação dos resultados da análise de dados em relatórios, tabelas e gráficos
  • Interpretar e prever as tendências do mercado
  • Assistência em assuntos económicos, contabilísticos e financeiros
  • Recomendar soluções/opções viáveis sobre questões económicas
  • Examinar os factores económicos que têm impacto na atribuição de custos, com o objectivo de melhorar a eficiência das empresas regulamentadas
  • Efectuar previsões e relatórios financeiros
  • Analisar dados financeiros e criar modelos financeiros para apoio à decisão
  • Relatório sobre o desempenho financeiro e preparação para revisões executivas regulares
  • Avaliar o desempenho financeiro através da comparação e análise dos resultados reais com planos e previsões
  • Fornecer análise de tendências e previsões e recomendar acções de melhoria
  • Identificar e conduzir melhorias nos processos, incluindo a criação de relatórios standard e ad-hoc, ferramentas e dashboards Excel
  • Guia de avaliação económica e financeira dos concessionários e das entidades licenciadas
  • Calcular tarifas e preços de electricidade de gás natural e combustíveis líquidos, e assegurar a sua aplicação
Requisitos
  • Qualificações: Licenciatura ("High Degree") Economia, Contabilidade ou Gestão
  • Competências e experiência requeridas
  • Competências comprovadas em análise e gestão de dados (certificado ou equivalente a um ano -no mínimo- de experiência relevante)
  • Experiência comprovada em análise e recolha e modelação de dados (certificado ou equivalente a um ano -no mínimo- de experiência relevante)
  • Experiência comprovada em análise de cenários e sensibilidade (para avaliar preços de energia e custos marginais) e utilização de ferramentas eficientes para trabalhar com dados de oferta e procura (certificado ou equivalente a um ano -no mínimo- de experiência relevante)
  • Conhecimentos matemáticos e informáticos comprovados: estatística, cálculo, Excel (certificado ou equivalente a um ano -no mínimo- de experiência relevante)
  • Capacidade de escrita comprovada: preparar relatórios e apresentar claramente os resultados (incluir referências rastreáveis ou 1 exemplo)
  • Competências adicionais preferidas
  • O candidato deve ser capaz de explicar o seu trabalho a outros em termos simples, pode fazer apresentações, explicar relatórios, ou aconselhar sobre questões económicas a colaboradores sem formação em economia
  • Capacidade de estabelecer e rever os objectivos no âmbito do quadro estratégico global e das prioridades da ARENE
  • Capacidade de determinar e concentrar-se nas prioridades e de acompanhar e avaliar os progressos realizados
  • Capacidade de comunicar claramente e de apresentar assuntos complexos de forma simples, tanto oralmente como por escrito
  • Capacidade de lidar com as pessoas de forma eficaz, respeitosa e cortês
  • Capacidade de construir relações de trabalho produtivas e cooperativas com a hierarquia e outras unidades e colegas
  • Capacidade escrita e de comunicação concisa e capacidade de realizar trabalho de alta qualidade a ritmo acelerado
  • Iniciativa analítica
  • Capacidade de prestidigitar as exigências e prioridades concorrentes
Notas
  • Recrutamento: A triagem e selecção são feitas pela Enabel e pela ARENE; o recrutamento e o emprego são geridos pela ARENE
  • Contratação: Os Assistentes Técnicos são contratados por um ano, com possibilidade de renovação
  • Remuneração: O candidato seleccionado receberá uma remuneração competitiva de acordo com a sua posição e perfil
  • Candidatura: Os candidatos interessados que satisfaçam os requisitos acima mencionados têm que incluir o seu CV, carta de motivação e uma cópia certificada do diploma em formato digital
Esta vaga não aceita mais candidaturas

Details

  • Entity Enabel
  • Location
  • Category ,
  • Tags
  • Published 07.08.2020
  • Expires 21.08.2020
  • Share vacancy via email
  • Report an error

Frequently Asked Questions

How can I apply for vacancies through emprego.co.mz?

Read Article